(41) 9911-0990
rafa.inda@hotmail.com
Atendimento Particular e Amil

sep
3° post
A Psicanálise, antes de mais nada, é a descoberta do pesquisador Sigmund Freud do inconsciente humano. Um achado que possibilitou ao homem entender e tratar dos seus conflitos internos. O inconsciente não é visível e muito menos palpável, mas sabemos que ele existe. Ele é o responsável por impulsionar nossa consciência, nossa forma de atuar na vida. É também no inconsciente que as nossas lembranças, traumas e frustrações, ficam guardados, o chamado “lixo abissal”.
Podemos nos destruir, se não soubermos compreender nossa própria mente. A depressão, o mal físico, o alcoolismo e até a gula, são as consequências dessa desestruturação do nosso lixo abissal. Mas, esta mesma área do nosso inconsciente, capaz de nos causar tanto mal, é também capaz de nos tirar da profunda angústia e nos levar ao equilíbrio. E este, a grosso modo, podemos dizer que é o objetivo da Psicanálise. Uma ciência que busca compreender a mente humana ensinando a conhecer o nosso inconsciente. Possibilita que o homem se liberte das emoções que estão lhe causando mal, libertando-se de antigas ilusões que lhe serviram de combustível para um certo propósito e que, por fim, lhe causaram apenas infelicidade. Proporciona então, a libertação dessas lembranças dolorosas.
Mas antes de compreendermos a Psicanálise, devemos entender a diferença dela com a Psicologia e Psiquiatria.. De maneira breve, define-se Psicologia como a ciência que estuda os fenômenos do comportamento humano. Já a Psiquiatria, trata das doenças mentais pelo viés dos medicamentos. Por fim, a Psicanálise seria a preocupação de compreender os sofrimentos humanos através do inconsciente. Assim, o quadro se resumiria mais ou menos como: a psicologia e a psicanálise enquanto busca do equilíbrio por meio da palavra, ainda que usem de técnicas e arquitetura teórica distintas, e a psiquiatria usando de estratégias medicamentosas.
A Psicanálise é indicada para as pessoas que sofrem e querem buscam um alívio, acreditando que esta trégua deva ser buscada dentro delas mesmas. Serve para aquela pessoa que se casou milhares de vezes, mas que nunca esteve contente em nenhuma das relações, para as crianças que não se contentam com nada e por isso, externam raiva excessiva e descontrolada, para as pessoas que não suportam conviver com outras, mesmo estando num estado doloroso de solidão, para quem faz um sintoma mais sólido como dores psicossomáticas ou compulsões (quer sejam por álcool, comidas, jogos), ou para àquela que vive com uma sensação de vazio. Aposta-se que através do tratamento, o paciente possa compreender o seu inconsciente, produzindo conhecimento e deduções onde consiga vincular seus sofrimentos com perdas e mal entendidos, neste último caso retificando-os.

Compartilhe…Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest
sep-footer

Padre Anchieta, 1846, sala 506 – 5ª andar | Edificio Biocentro
Curitiba - PR | (41) 9911-0990 | rafa.inda@hotmail.com | Atendimento Particular e Amil

assinatura-explay