(41) 9911-0990
rafa.inda@hotmail.com
Atendimento Particular e Amil

sep

O Sujeito e suas Neuroses

A neurose é conhecida também como psiconeurose ou distúrbio neurótico, refere-se ao desequilíbrio mental que causa angústia e ansiedade, mas ao contrário da psicose, a neurose não impede ou afeta o pensamento racional e está atrelada ao campo psicanalítico. O termo neurose deriva da palavra grega neuron – nervo-  com o sufixo osis – doença ou condição anormal. Expresso em 1769, pelo médico escocês William Cullen, para referir-se a “desordens do sentido e ação”, a palavra descrevia várias desordens nervosas e sintomas que não poderiam ser explicadas psicologicamente. Mais de um século depois Sigmund Freud e Carl Jung fortaleceram os estudos referentes a neurose. Segundo Freud a neurose é entendida como o resultado de um conflito entre o Ego (aquilo que o indivíduo é...

Continue

Transtornos Alimentares

Em uma cultura em que a valorização dos padrões estéticos é mais importante que a qualidade de vida saudável, ignoramos o fato que temos biótipos diferentes e a luta contra a balança vira a vilã de uma rotina com privações e sofrimentos. O vazio existencial é outro agravante no contexto em que a comida desempenha o papel de preenchimento. Em todos os casos a sensação de contentamento é momentânea, seguida de um sentimento de culpa. Para que busquemos soluções, é necessário antes de tudo compreender e interpretar nossos transtornos que muitas vezes afetam o comportamento alimentar e a vida nutricional. Para que haja uma abordagem compreensiva dos fatos, a Psicologia torna-se uma escuta aliada nesse processo. A obesidade interfere não apenas no conceito estético e psicossocial da imagem do c...

Continue

As dores do corpo

O século XXI é caracterizado pela agilidade de informações, compromissos e sentimentos. E como isso influi no nosso corpo? É importante analisar sob outro olhar o corpo contemporâneo que reclama de dor. A dor corporal muitas vezes está entrelaçada com o emocional, pois o corpo reflete o psíquico. Cabe assim, ao campo Psi se perguntar sobre as relações turbulentas do sujeito com os seus desejos e o que estas dores estão a expressar. Especialistas falam sobre um perfil clínico de pacientes caracterizado por dores que se expressam no corpo, queixas psicossomáticas que podem ser notadas nas depressões. Dores que não encontram expressão verbal. O conceito de fibromialgia é “dor da fibra muscular”, os primeiros estudos apareceram no ano 1843, e ela foi compreendida como inflamação mu...

Continue

Sobre o amor…

O psicanalista francês Jacques-Alain Miller, trabalhou ao lado de Jacques Lacan, um dos nomes mais importantes da psicanálise. Em outubro de 2008, Miller foi entrevistado por Hanna Waar, para a Psychologies Magazine. Acompanhe a interessante entrevista onde o psicanalista trata do sentimento que encanta e aflige o ser humano: amar verdadeiramente; não saber amar; as diferenças do amor entre gêneros; amor recíproco; fetiches, etc. Alguns sabem provocar o amor no outro, os serial lovers – se posso dizer – homens e mulheres. Eles sabem quais botões apertar para se fazer amar. Porém, não necessariamente amam, mais brincam de gato e rato com suas presas. Psychologies: A psicanálise ensina alguma coisa sobre o amor? Jacques-Alain Miller: Muito, pois é uma experiência cuja fonte é o amor. Trata-s...

Continue

A ”Era Hipermoderna”

Que a modernidade trouxe consigo inúmeros desconfortos e problemas é notório. Morar em grandes metrópoles, como Curitiba, por exemplo, enfrentar diversas atividades no dia a dia junto ao trânsito, a violência, aos ônibus e espaços sociais lotados, não é tarefa das mais fáceis. Tal dinâmica afeta a saúde física e psíquica, promovendo adoecimentos orgânicos e emocionais. Consequências de um mundo globalizado que trouxe diversas preocupações ao sujeito, causando dores, feridas, descontroles e descompensações de difícil manejo. No entanto, o que aqui cabe expôr e pensar é algo determinado: as mudanças significativas no campo social trouxeram reflexos na subjetividade das pessoas. Quais as mudanças significativas para além destas citadas a cima acarretam sofrimentos emocionais. Para o filósofo...

Continue

O autismo e a Psicanálise

Há 15 anos atrás, os dados sobre o autismo apontavam a incidência de um caso de autismo em cada 2.000 crianças. Hoje, estima-se que uma em cada cem crianças convive com a doença. Mesmo que os critérios de diagnóstico tenham-se modificado, os profissionais que se ocupam desta doença reconhecem um grande aumento do número de casos. Tornando-se um dos mais graves problemas de saúde no Brasil, principalmente entre crianças e adolescentes. Descrito pela primeira vez em 1943 pelo psiquiatra americano Leo Kanner, o autismo ainda impõe à ciência muitas perguntas sem resposta.  Até hoje não se chegou a um consenso sobre as suas causas e origem. A boa notícia é que devido ao aumento de diagnosticados nos últimos anos, o autismo tem recebido mais atenção por parte de profissionais e pesquisadores. Ma...

Continue

O sintoma: uma diferença de perspectiva

Há uma diferença importante quando um paciente se consulta com um psiquiatra e quando se consulta com um psicólogo norteado pela teoria psicanalítica. Tal diferença relaciona-se às implicações de diferentes concepções de sujeito e de sintoma entre as duas disciplinas. Para a medicina, o sintoma está anexado a alguma coisa detectável no organismo, o que possibilita ao médico dizer com seu saber uma doença em questão. Desta forma, para a psiquiatria, o sintoma evidencia uma alteração de função, uma patologia. O diagnóstico viria significando a representação dessa suposta doença identificada pelo profissional quando este encaixa o paciente em uma verdade exterior. O diagnóstico é então uma junção de sintomas que representa o sujeito diagnosticado. Já na psicanálise, não exatamente o sintoma é...

Continue

Uma breve exposição sobre a abordagem psicanalítica

A Psicanálise, antes de mais nada, é a descoberta do pesquisador Sigmund Freud do inconsciente humano. Um achado que possibilitou ao homem entender e tratar dos seus conflitos internos. O inconsciente não é visível e muito menos palpável, mas sabemos que ele existe. Ele é o responsável por impulsionar nossa consciência, nossa forma de atuar na vida. É também no inconsciente que as nossas lembranças, traumas e frustrações, ficam guardados, o chamado “lixo abissal”. Podemos nos destruir, se não soubermos compreender nossa própria mente. A depressão, o mal físico, o alcoolismo e até a gula, são as consequências dessa desestruturação do nosso lixo abissal. Mas, esta mesma área do nosso inconsciente, capaz de nos causar tanto mal, é também capaz de nos tirar da profunda angústia e nos levar ao...

Continue

Normalidade ou loucura?

A tristeza inevitável do luto pela perda de uma pessoa querida, o comer excessivamente e as mudanças de humor repentinas em crianças e adolescentes já não são mais consideradas reações naturais dos seres humanos. Segundo a nova edição do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais), tais comportamentos passam a ser considerados transtornos mentais. O DSM, considerado a “Bíblia da Psiquiatria”, é a principal fonte de estudos e referências para médicos. Ou seja, qualquer mudança no documento traz reflexos no trabalho de consultórios, hospitais, clínicas e laboratórios do mundo inteiro. A nova versão, apresentada em maio deste ano, traz novas doenças e outras importantes mudanças no mundo da psiquiatria.. Estas novidades troux...

Continue

Introduzindo a Psicologia

Desde que o Homem se percebeu como um ser pensante, inserindo em um complexo que chamou de Natureza, ele vem buscando sentidos e respostas sobre o seu surgimento como indivíduo, bem como a sua missão em Terra  (se é que ela deve ser julgada como um caminho já traçado e não construído ao longo das escolhas e conquistas do próprio ser como indivíduo).  Por isso, o comportamento humano é tão questionado, sendo o pricipal assunto de vários estudos ao longo da sua existência. A Psicologia é considerada uma das mais antigas e também uma das mais novas disciplinas acadêmicas que tentam desvendar e entender este paradoxo. Surgiu na antiga civilização grega, no exato momento em que o Homem passou a ter interesse pela compreensão da própria mente. Platão e Aristóteles já cultivavam estudos sobre a a...

Continue

sep-footer

Padre Anchieta, 1846, sala 506 – 5ª andar | Edificio Biocentro
Curitiba - PR | (41) 9911-0990 | rafa.inda@hotmail.com | Atendimento Particular e Amil

assinatura-explay